26 de jun de 2012

True Blood - 5a. Temporada

Christopher Meloni interpreta o guardião da Autoridade
26/06/2012 - 10h57

Vampirão de "True Blood" é inspirado em políticos dos EUA

FERNANDA EZABELLA
DE LOS ANGELES

Alan Ball, criador de "True Blood", está no set de filmagens, no restaurante Mer-lotte's, onde a protagonista Sookie Stackhouse (Anna Paquin) trabalha de garçonete.

Ele abre a geladeira repleta de cervejas e anuncia aos visitantes: "Hoje não tem Tru Blood", diz, sobre a bebida feita de sangue sintético tomada no seriado.

25 de jun de 2012

Febre do Rato


CRÍTICA
Em seu novo filme, Cláudio Assis evolui seu cinema marginal

Menos pessimista que seus filmes anteriores, "Febre do Rato" faz um filme de tolerância e de alternativas

por Fábio Pastorello


O diretor pernambucano Cláudio Assis é uma figura polêmica do cinema brasileiro. Andando na contracorrente da maior parte da produção de cinema brasileiro, ele critica a maior parte dos cineastas brasileiros, principalmente aqueles que copiam as fórmulas do cinema norte-americano. Diretor de "Amarelo Manga" (2002) e "Baixio das Bestas" (2006), ele retorna com "Febre do Rato", filme que retrata um personagem, assim como seu cinema, marginal e que atua fora dos padrões artísticos mais reconhecidos.

24 de jun de 2012

Sombras da Noite


Tim Burton volta em comédia sobre vampiros
Nova parceria de Burton com Johnny Depp resulta em filme ora engraçado, ora desinteressante


por Fabio Pastorello


Era esperado que o diretor Tim Burton, em geral responsável por filmes sombrios e góticos, resolvesse contar uma história de vampiros. Para tanto, escolheu uma série de TV antiga, chamada "Dark Shadows", da qual tanto ele como Johnny Depp (da série "Piratas do Caribe") eram fãs. Outra fã da série, Michelle Pfeiffer (que fez o papel de Mulher Gato em "Batman - O Retorno", também de Burton), pediu ao diretor para participar de "Sombras da Noite" (Dark Shadows, 2012).

21 de jun de 2012

Kaboom



CRÍTICA
Quanto mais absurdo melhor
No filme Kaboom, Araki busca estética ultrapop em filme diverso e divertido
por Fábio Pastorello

Em uma das primeiras cenas do filme, o protagonista de Kaboom (Kaboom, 2010), Smith (Thomas Dekker) é questionado sobre sua tendência sexual. Smith afirma então que não acredita em rótulos sexuais. O filme de Gregg Araki segue nessa mesma linha de seu protagonista, aposta em tantas vertentes que torna-se difícil classificá-lo como uma comédia GLS ou como uma ficção científica ou como um filme sobre descobertas sexuais. E justamente nessa diversidade que o diretor encontra seu grande diferencial.

Deus da Carnificina


CRÍTICA
Polanski retorna entre quatro paredes em teatro bem filmado

Embora assumidamente teatral, "Deus da Carnificina" tem virtudes de cinema
por Fábio Pastorello

As adaptações de peças de teatro para o cinema sempre procuram disfarçar aspectos característicos do teatro que no cinema não funcionam bem, como a limitação em um único espaço físico, o excesso de diálogos ou a interpretação não naturalista dos atores. Em "Deus da Carnificina"(Carnage, 2011), o diretor Roman Polanski parece não ter se preocupado com essas características teatrais, e mesmo assim conseguiu fazer um bom cinema.

18 de jun de 2012

Prometheus


Prometheus é um dos melhores filmes de ficção científica dos últimos anos. Apesar disso, o filme tem diversos pontos problemáticos.

O filme representa o retorno do diretor Ridley Scott à ficção científica, que no passado rendeu os excelentes "Blade Runner - O Caçador de Andróides" e "Alien - O Oitavo Passageiro". Inicialmente, é preciso advertir que qualquer expectativa desse filme relacionada ao filme Alien pode ser frustrada. Apesar de Prometheus ser algo próximo de um prequel (filme que antecede outro), Alien era um thriller de terror, enquanto "Prometheus" está mais próximo de questões científicas e filosóficas. Isso não é um demérito do filme, pelo contrário, o fato de não copiar a franquia já bem sucedida e optar por uma trama original é louvável. Mas infelizmente, não elimina aquela decepção de não encontrar em Prometheus, sequências de ação e terror tão inesquecíveis como as de Alien.

17 de jun de 2012

Apenas uma Noite

"Apenas uma Noite" é um filme que mostra como é frágil e delicado um casamento. Em particular, acompanha as dúvidas e inseguranças de um casal que precisa lidar com possibilidades de traição.

Em início particularmente interessante, durante uma festa, Joanna (personagem de Keira Knightley, de "Um Método Perigoso" e da série "Piratas do Caribe") nota pouco a pouco um possível interesse do marido Michael (Sam Worthington, de "Avatar") por outra mulher, em cena amarrada por uma bela trilha sonora minimalista. Posteriormente, o marido viaja e os dois passam a viver situações semelhantes, em que ambos lidam com a possibilidade de traição. Enquanto acompanhamos os dilemas de Joanna, o filme enriquece bastante, com trama e atuações intensas. Já na tentação de Michael pela colega de trabalho Laura (Eva Mendes), a trama não é tão rica.



3 de jun de 2012

Branca de Neve e o Caçador


Essa adaptação da famosa estória da Branca de Neve funciona bem melhor do que a versão também exibida esse ano e protagonizada por Julia Roberts. Agora o papel da bruxa má é de Charlize Theron, que não está tão divertida como Julia Roberts, numa atuação bem mais dramática (embora eficiente na proposta do filme).

Os méritos dessa versão ficam mesmo para o roteiro esperto, que soube utilizar muito melhor os elementos da fábula original (a maçã, os anões, o beijo do príncipe, etc.) e para todo o trabalho de fotografia/direção de arte/figurino, que criam um clima gótico e assustador para a história. Aliás, se houver um demérito dessa versão, é que ela é mais pesada e pode ser assustadora para crianças menores. Kirsten Stewart ("Crepúsculo") e Chris Hemsworth ("Thor") estão bem em seus papéis e o filme ainda conta com a participação de atores de prestígio no papel dos anões, como Ian McShane ("Piratas do Caribe"), Toby Jones ("Capitão America"), Ray Winstone ("Beowulf") e Bob Hoskins ("Uma Cilada para Roger Rabbit").

COTAÇÃO DO JANELA INDISCRETA: * * * 1/2