29 de ago de 2012

Rock of Ages


Tom Cruise arrasa em "Rock of Ages"
Filme retrata rock dos anos 80 e diverte mais quando não se leva a sério 


"Rock of Ages" é um musical que retoma vários "clássicos" dos anos 80, músicas chicletes que estão tatuadas em nossa memória. Só para citar alguns exemplos, "More than Words" (Extreme), "I Wanna Rock" e "We're not Gonna Take it" (Twisted Sister), "Here I go Again" (Whitesnake), "We Built this City" (Starship) e "Wanted Dead or Alive" (Bon Jovi). Mas o grande destaque do musical é a música "Don't Stop Believin' " (Journey), que é uma das músicas mais conhecidas cantadas pelo pessoal do seriado Glee.



O casal protagonista de "Rock of Ages"
A história não poderia ser menos rock'n'roll. Uma jovem do interior ingênua, loira e santinha, viaja para Hollywood para tentar ser cantora. No ônibus de viagem, ela olha com ternura para um retrato e uma dedicatória de sua avó. Ao chegar, conhece um jovem boa pinta que também sonha em se tornar cantor, mas tem medo de palco. Os dois se apaixonam, lógico, mas são interpretados por dois atores bonitinhos demais, Julianne Hough (do musical "Footloose"- não vi, que tem uma voz meio irritante como cantora) e Diego Boneta (da novela "Rebelde"). Preconceitos a parte, tanto a construção dos personagens como seus intérpretes tornam o filme muito convencional, que agrada mais os fãs de musicais da Broadway do que propriamente os fãs de rock'n'roll.

Felizmente, o filme tem ótimos momentos, quase todos quando Tom Cruise aparece, em sua estréia em musicais. Cruise interpreta Stacee Jaxx, um astro de rock cheio de manias e de diálogos desconcertantes. Alguns dos números musicais que ele participa são hilários, graças a algumas boas tiradas do roteiro e a sua interpretação magnética e inspirada. É bem verdade que ele não faz nada muito diferente da interpretação de "Magnólia", mas tudo funciona muito bem aqui. Além de Cruise, outros famosos também integram o elenco, tais como Alec Baldwin (que tem uma das cenas mais engraçadas do filme), Catherine Zeta-Jones e Mary J. Blige, que também elevam a qualidade da produção.

O filme é dirigido de forma por vezes desleixada por Adam Shankman (do excelente musical "Hairspray") e o roteiro preguiçoso também não aproveita várias deixas que poderiam render melhores piadas. Mas o grande trunfo do filme é realmente não se levar a sério, mesmo porque também não dá pra levar a sério aquele pessoal do rock dos anos 80, que estava mais para o divertido e kitsch. Dessa forma, resta aproveitar as músicas deliciosas dos anos 80 e o elenco secundário, em um filme que quanto menos se levar a sério, melhor.

Cotação do Janela Indiscreta: * * * 1/2



FICHA TÉCNICA
Diretor: Adam Shankman
Elenco: Tom Cruise, Malin Akerman, Bryan Cranston, Catherine Zeta-Jones, Alec Baldwin, Paul Giamatti, Russell Brand, Julianne Hough, Will Forte, Diego Boneta
Produção: Jennifer Gibgot, Garret Grant, Tobey Maguire, Scott Prisand, Adam Shankman, Matt Weaver
Roteiro: Chris D'Arienzo, Allan Loeb, Justin Theroux
Fotografia: Bojan Bazelli
Trilha Sonora: Adam Anders
Duração: 122 min.
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Musical
Cor: Colorido
Distribuidora: Warner Bros.
Estúdio: Offspring Entertainment / Corner Store Entertainment / New Line Cinema / Maguire Entertainment
Classificação: 14 anos







2 comentários:

  1. Moça do interior que quer ser cantora chega na cidade grande e arranja um emprego de garçonete com a ajuda de um funcionário de uma famosa casa de shows... Hmmm... Purple Rain? Pois é, tudo se recicla... Dessa vez sem Prince e com coreografias e canções no melhor estilo Glee. Divertido, mas só vale mesmo pelas cenas do Tom Cruise e do Alec Baldwin.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois vou ver o Purple Rain, que ainda não assisti. Quem diria que o Glee iria infuenciar os novos musicais... teve até mashup. Ou será que foi o Rock of Ages que influenciou o Glee? Enfim, Don't Stop!

      Excluir